Última atualização:
Atos de fala

Atos de fala

Atos de fala

Autor: Jairo Gerbase
ISBN: 978-85-89388-20-7
Ano da edição: 2015
Número de páginas: 116
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 30,00
Sinopse: O que se cura quando o analisando fala?
Gostaria de examinar neste ensaio a hipótese da cura pela fala, talking cure. Gostaria de tentar responder às perguntas: o que acontece quando o analisando fala? Como demonstrar a evidência de que falar cura?
Dizemos que há evidência da eficácia de um fármaco quando há remissão do sintoma. Mas há também remissão do sintoma quando o analisando fala. O analisando não sabe explicar como, mas verifica que o sintoma se diz-solve. Gostaria, portanto, de fazer essa tentativa de demonstrar a evidência da cura pela fala.
Freud deu inúmeras explicações tópicas, dinâmicas e econômicas acerca de como se fazem e se desfazem sintomas com palavras. Lacan deu inúmeras explicações imaginárias, simbólicas e reais de como se fazem e se desfazem sintomas com palavras. A uma delas, denominou de topologia da fala.
Como se fazem e se desfazem sintomas com palavras? O modelo é o chiste. Com um jogo de palavras se realiza o gozo de rir. Da mesma maneira com o sonho, com um jogo de palavras se realiza o gozo de dormir. Igualmente com o lapso, com um jogo de palavras se realiza o gozo de se envergonhar. Finalmente, com o sintoma, com um jogo de palavras se realiza o gozo de sofrer. Eis o que Lacan denominou de formações do inconsciente.
Talking cure, chimney sweeping, catarse, sugestão e persuasão são termos usados desde o nascimento da psicanálise para explicar como esta prática opera.
Em várias oportunidades, Lacan também se perguntou como a psicanálise opera. Escolhemos desta vez sua resposta que dá a direção deste ensaio: "O que quer que seja só chega à categoria de fato quando é dito”.