Biblioteca


Contribuições da psicanálise para a ética na contemporaneidade

  • Almeida, Amélia

Especificidades da ética da psicanálise - Angélia Teixeira (Organizadora)

Publicação da Associação Científica Campo Psicanalítico

Conversando sobre psicanálise: entrevista com Judith Butler

  • Knudsen, Patrícia Porchat Pereira da Silva

A proposta do texto é pensar de que maneira as noções de agenciamento, dispositivo e performativo ajudam a definir os componentes do espaço da transferência como um espaço que recolhe e transforma a "vida da alma".

Corpo de Homem/Corpo de Mulher - Os corpos e a diferença sexual

  • Teixeira, Marcus do Rio

Falar sobre os corpos e a diferença sexual a partir de uma leitura lacaniana pode parecer à primeira vista contraditório com a conhecida proposição de que o sujeito não tem sexo. Tal contradição, todavia, é apenas aparente, pois é evidente que Lacan se refere ao sujeito do inconsciente; este, por ser pontual e evanescente, não "está lá" todo o tempo, mas se constitui no instante de um lapso, por exemplo.

Corpo e histeria na contemporaneidade: considerações

  • Csillag, Michele

Os tempos do sujeito do inconsciente

Anais do V encontro internacional da IF-EPFCL

Corpo e Pulsão

  • do Rio Teixeira, Marcus

Antes de tudo, é necessário explicitar a que estamos aludindo ao falarmos de corpo, evitando dessa forma nos referirmos ao corpo no sentido do senso comum: um dado evidente, cuja mera evocação responderia às questões sem necessidade da teoria.

Corpo, monumento inconsciente

  • Araújo, Antônio Carlos Caires

Gostaria de frisar nesta apresentação sobre o tema do "inconsciente e o corpo do ser falante", aqui proposto, a perspectiva de se re-introduzir a questão do saber sobre o gozo do corpo.

Corpo, pulsão e gozo

  • do Rio Teixeira, Marcus

"Que corpo? Temos vários." (O Prazer do Texto, 39) Tenho um corpo digestivo, tenho
um corpo nauseante, um terceiro cefalágico, e assim por diante: sensual, muscular (a mão
do escritor), humoral, e sobretudo: emotivo: que fica emocionado, agitado, entregue ou
exaltado, ou atemorizado, sem que nada transpareça. Por outro lado, sou cativado até o
fascínio pelo corpo socializado, o corpo mitológico, o corpo artificial (o dos travestis
japoneses) e o corpo prostituído (o do ator).

Corpos Senis

  • Motta, Véra

A vida se divide em três períodos: aquilo que foi, o que é e o que será. O que fazemos é breve, o que faremos, dúbio, o que fizemos, certo. (Sêneca, 2007:49)

Cultura do individualismo e laço social

  • Soeiro, Simey

Especificidades da ética da psicanálise - Angélia Teixeira (Organizadora)

Publicação da Associação Científica Campo Psicanalítico

Da episteme aristotélica à lógica do não-toda

  • Pereira, Maria de Fátima

O Saber do Psicanalista - Jairo Gerbase (Organizador)

Publicação da Associação Científica Campo Psicanalítico

Palavras-chave

© Campo Psicanalítico - Todos os direitos reservados
carlosedu